Brasil fica em primeiro lugar em teste de banda larga fixa

O Brasil teve o melhor desempenho de banda larga fixa durante o segundo trimestre de 2020, de acordo com os dados da Ookla, dona do serviço de medição Speedtest. A pesquisa analisou as cinco maiores economias da América Latina e apontou que o Brasil teve latência média de 19 ms (milissegundos). Já em relação à banda larga móvel, a Argentina apresentou o melhor resultado, com 40 ms. O Brasil ficou em quarto nesse quesito, com 46 ms.

A latência mede o tempo de reação de uma conexão, sendo muito importante no universo dos games. Para ter uma melhor experiência de jogo, esse valor precisa ser de até 59 ms. A latência móvel tem relação com jogos criados para dispositivos móveis, enquanto a latência de banda larga fixa mede a conexão em computadores e consoles.

Brasil apresentou melhorias na latência da internet — Foto: Lucas Mendes/TechTudo

Brasil apresentou melhorias na latência da internet

A pesquisa ainda apontou que os investimentos recentes em fibra óptica em toda a região ajudaram a aumentar ainda mais a latência durante o período. Durante o período da pandemia do novo coronavírus, os investimentos em conexão também cresceram, fazendo com que todos os países do estudo apresentassem aumento no desempenho da internet móvel e da fixa.

Banda larga fixa

O Brasil foi o país que mais apresentou melhorias na latência da banda larga fixa em comparação com o segundo trimestre de 2019, diminuindo de 23 ms para 19 ms. Em seguida vem o Chile (24 ms), o México (31 ms) e a Argentina (34 ms). A Colômbia ficou em último lugar, com 43 ms. Apesar disso, todos os países apresentam internet dentro dos padrões mínimos de latência para jogos.

São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília apresentaram as melhores latências de banda larga fixa no país, com 18 ms, 20 ms e 21 ms respectivamente. As cidades brasileiras só ficaram atrás de Guadalajara, no México, com 17 ms.

Brasil apresentou melhor desempenho na conexão banda larga da América Latina — Foto: Reprodução/SpeedTest

Brasil apresentou melhor desempenho na conexão banda larga da América Latina — Foto: Reprodução/SpeedTest

Internet no celular

Em relação à latência da banda larga no celular, o México apresentou o maior avanço, passando de 57 ms para 44 ms no segundo trimestre de 2020. Apesar disso, a Argentina obteve o primeiro lugar, com 40 ms. Depois vem o Chile (41 ms), México (44 ms), Brasil (46 ms) e Colômbia (47 ms).

Em relação às cidades, São Paulo e Buenos Aires empataram na melhor latência móvel, com 31 ms. Em seguida aparece o Rio de Janeiro (35 ms). Brasília ficou no último lugar da lista de localidades brasileiras analisados (43 ms).

São Paulo e Rio de Janeiro ficaram em primeiro lugar na latência da internet fixa e móvel — Foto: Reprodução/SpeedTest

São Paulo e Rio de Janeiro ficaram em primeiro lugar na latência da internet fixa e móvel — Foto: Reprodução/SpeedTest

Apesar de a implementação da internet 5G ter começado recentemente no Brasil, é esperado que ela aumente ainda mais a latência no país sobre a capacidade que os dispositivos 4G oferecem atualmente.

Write a Comment